COMPARTILHAR
Robert Campbell, Shaun Deeb e Daniel Negreanu disputaram o título da WSOP
Robert Campbell, Shaun Deeb e Daniel Negreanu disputaram o título da WSOP

No dia 4 de novembro de 2019, o perfil oficial da WSOP no Twitter anunciava a eliminação de Shaun Deeb na reta final do Colossus na WSOP Europa e, posteriormente, a terceira vitória de Daniel Negreanu no título de Jogador do Ano da série. Porém, a organização do principal evento de poker cometeu um erro gigantesco, considerado uma das maiores gafes da história do esporte da mente.

Quatro dias depois, ficou constatado um erro da organização na contagem dos pontos, e o australiano Robert Campbell ficou com o título. A postagem de Negreanu parabenizando o adversário antecedeu até mesmo o anúncio da própria WSOP.

VEJA MAIS: Fedor Holz quer pagar caro por desafio heads-up; você toparia?

O erro aconteceu no Evento #68 (US$ 1.000 NL Hold’em WSOP.com ONLINE Championship). A organização somou 213,10 pontos para o “Kid Poker” pela 36ª colocação no torneio, mas o jogador sequer superou o estouro da bolha. Na verdade, quem ficou com o 36º lugar no torneio foi Max Silver, informação dada pelo site oficial da série e HendonMob, site responsável por registrar a performance dos jogadores em torneios ao vivo.

Quatro meses antes, um jornalista russo já havia acusado a contagem equivocada de pontos em um post site 2+2. Com a perda dos pontos, o grande campeão foi Campbell, que terminou a série com 3.961,31 pontos. Shaun Deeb ficou com a segunda colocação na série, somando 3.917,32. Enquanto isso, Negreanu caiu para o terceiro lugar com 3.861,78 tentos.

VEJA MAIS: Daniel Negreanu volta a tiltar feio, mas contra “vilão” curioso; assista

Para muitos, Deeb acabou sendo um dos principais prejudicados. O americano se classificou para o Dia Final do Colossus da WSOP Europa, último torneio do cronograma, com o terceiro maior stack entre os 11 finalistas. Na conta inicial, o profissional precisava alcançar a quinta colocação para ficar com o título, mas com a contagem correta, o jogador necessitava apenas do nono lugar. Deeb deixou a disputa na 11ª colocação, sendo o primeiro eliminado do dia decisivo.

David Baker, o “ODB”, foi um dos jogadores que saíram em defesa do americano. “Não havia chance do Deeb ser eliminado em nono se só precisasse ser nono. Ele estava lá por um único motivo, Jogador do Ano acima de tudo, chegaria em nono 100% das vezes”.

Confira o último episódio do Pokercast:

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

    Você concorda com os termos de uso do SuperPoker, que utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e armazena os seus dados acima solicitados sem finalidade comercial apenas para comunicação direta com você e acesso aos serviços do SuperPoker. Você pode solicitar a remoção dos seus dados pessoais do SuperPoker a qualquer momento.