COMPARTILHAR
Pedra, Papel ou Tesoura no maior evento de poker do mundo? Já aconteceu
Pedra, Papel ou Tesoura no maior evento de poker do mundo? Já aconteceu

Parece uma mera brincadeira de criança, mas Pedra, Papel ou Tesoura – o famoso Jokenpô – é uma competição que possui várias estratégias por trás. Inclusive, existe até uma federação mundial e campeonatos da modalidade, com uma extrema organização. E o jogo já esteve na WSOP, dando um belo prêmio para quem se saísse melhor.

VEJA MAIS: O futuro do poker em jogo: seminário pode definir a regulamentação dos Jogos de Habilidade no Brasil

O campeonato de Pedra, Papel ou Tesoura realizado no principal evento do calendário do poker não valia bracelete, mas o campeão tinha vaga garantida no Main Event da WSOP, um prêmio no valor de US$ 10 mil. A novidade foi introduzida no festival em 2005, pelo jogador de poker e comentarista Phil Gordon, com entradas a US$ 500.

A disputa foi, por pelo menos cinco anos, uma fonte de arrecadação da iniciativa “Bad Beat on Cancer”, liderada por Gordon. O fundo de caridade juntava renda, tanto do torneio de Jokenpô quanto de outros eventos, para a Fundação de Pesquisa e Prevenção ao Câncer, nos Estados Unidos.

VEJA MAIS: Stephen Chidwick é campeão do Evento #7 do Poker Masters

O “World Series of Rock Paper Scissors”, ou “Série Mundial de Pedra, Papel ou Tesoura”, foi inclusive transmitida pela ESPN durante a WSOP, dentro do quadro “The Nuts”. Na segunda edição da competição, em 2006, a renomada jogadora Annie Duke se sagrou campeã, garantindo o assento no evento principal da WSOP na faixa.

Confira o último episódio do Pokercast: