COMPARTILHAR
Black Friday

Existem certos momentos que as pessoas se lembram exatamente onde estavam e o que faziam quando receberam tal notícia ou se depararam com algo impactante. No mundo do poker, essa data é o fatídico 15 de abril de 2011, que ficou conhecido como a Black Friday.

VEJA MAIS: Mais de R$ 100 mil em prêmios: confira o que está em jogo no SuperPoker Team Pro

Diferente da famosa Black Friday, em que as pessoas vão às lojas atrás de grandes descontos, no poker foi o dia em que os principais sites tiveram suas operações paralisadas. Do dia para noite, PokerStars, Full Tilt Poker e a Rede Cereus, empresa que comandava o UltimateBet e o Absolute Poker, foram paralisados.

A ação partiu do Departamento de Justiça Americano (DOJ). As denúncias eram inúmeras como lavagem de dinheiro, fraude bancária e operação ilegal no Estados Unidos. Todos que tentavam fazer o seu login em um dos sites se deparava com uma mensagem do DOJ e do FBI:

Aviso do FBI e DOJ na Black Friday
Aviso do FBI e DOJ na Black Friday

Os jogadores ficaram impedidos de acessar suas contas e milhões de dólares dos usuários foram congelados. O resultado foi um verdadeiro caos na comunidade, um futuro cheio de incertezas e desespero. Com isso, torneios ao vivo e até mesmo os veículos de mídia especializada do mundo todo foram afetados, devido a queda dos principais patrocinadores.

Clique aqui para conhecer o SuperPoker Team Pro

O primeiro site a se reerguer foi o PokerStars. A sala conseguiu que todos os jogadores americanos sacassem seus fundos e seguiu operando normalmente em outros países. Já o seu principal concorrente na época, o Full Tilt Poker, a situação foi bem mais delicada.

Com as investigações, foi constatado que a sala não possuía fundos suficientes para pagar todos os jogadores. Isso ocorreu devido a má administração, que chegou a ser considerado um esquema Ponzi, onde usavam novos depósitos para pagar os saques.

Mais de um ano depois, após um acordo com o DOJ, o PokerStars comprou o FTP a fim de solucionar o problema. Com isso, todos os clientes do antigo site também receberam 100% do seu bankroll.

O caso da rede Cereus também foi muito delicado. Os jogadores ficaram sete anos até conseguirem restituir seus fundos, mas também receberam integralmente.

Se os meses posteriores foram de incertezas, nove anos depois o poker já está mais do que consolidado no mundo. São eventos ao vivo quebrando recordes no número de participantes e cada vez mais pessoas se registrando nas salas online.

São diversas regras ao redor do planeta, com países podendo jogar apenas com locais ou compartilhando mesas com federações vizinhas, caso de Espanha, Portugal e França. Até nos Estados Unidos, alguns sites já estão operando novamente. São cinco estados distintos que possuem o poker online legalizado, casos de Nova Jérsei, Nevada, Pensilvânia, Delaware e a Virginia Ocidental.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.