COMPARTILHAR

Kelvin Kerber é um dos brasileiros que está fazendo bonito na WSOP Online. Na madrugada dessa quarta-feira (5), o craque do Samba Poker Team ficou com o título do US$ 500 Fifty Stack, um dos eventos paralelos da série realizada no GGPoker. O título não rendeu bracelete, mas trouxe uma bela forra de mais de US$ 71 mil.

O resultado veio no momento em que o craque voltou a aumentar o volume de grind semanal, após um período em que as obrigações com o time e a maratona de séries fizeram Kelvin passar a jogar apenas aos fins de semana. “Voltei a jogar mais vezes durante a semana quando senti vontade de fazer isso, não quis sentar ali numa quarta-feira pela obrigação de jogar”, explicou. “Isso me ajudou a recuperar a vontade, o tesão de grindar, então agora na WSOP consegui recuperar meu A-game, antes acho que joguei pior até pelo cansaço acumulado.”

VEJA MAIS: Thiago Grigoletti lidera os brasileiros classificados para o Dia Final do Asia Championship da WSOP Online

Apesar da vida de grinder online acostumar os jogadores a ficar muito tempo em casa, o período de quarentena não tem sido fácil para o jogador. Além da diminuição de volume durante um período, Kelvin revelou também que atividades físicas e a preocupação com o preparo mental são fundamentais para manter a cabeça em dia. Em entrevista ao SuperPoker, ele falou sobre a quarentena, sua rotina de grind e muitos. Confira.

Kelvin Kerber - Evento 65C - WSOP 2018
Kelvin Kerber.

Jogadores de poker online já estão acostumados a ficarem muito tempo em casa, mas como você está lidando com esse período de quarentena?
Como você falou, estamos mais acostumados. Recentemente, eu consegui voltar a fazer academia e o treino de futvôlei também voltou a funcionar, entre três ou quatro vezes por semana estou saindo de casa, claro que com as devidas precauções. Não posso falar por todos, mas eu particularmente estou sentindo bastante sim esse período de reclusão, estou louco para ir para alguma festa, pegar uma balada, para ser sincero.

O que eram duas semanas de séries online já está chegando a mais de dois meses de ação intensa online. Quais os desafios de um período tão prolongado com buy-ins caros e prêmios altos em jogo?
Está sinistro, né? Realmente está sendo um desafio organizar o tempo para que o nível não caia. É impossível, na verdade, em algum momento ele cai, e nem é uma boa ideia tentar jogar tantos dias seguidos. Eu, particularmente, nesses tantos meses, teve um mês que joguei só aos domingos, mesmo com série rolando, até porque a demanda do time acaba sendo muito grande. Tem muita mão para responder, muito coaching, a gente acaba tendo que dar muita atenção para os jogadores porque eles estão mais tempo online. Para mim fez muito bem isso, voltei a jogar mais vezes durante a semana quando senti vontade de fazer isso, não sentar ali numa quarta-feira pela obrigação de jogar. Isso me ajudou a recuperar a vontade, o tesão de grindar, então agora na WSOP consegui recuperar meu A-game, antes acho que joguei pior até pelo cansaço acumulado.

VEJA MAIS: SuperPoker transmite amanhã decisão do Millionaire Maker da WSOP Online com dois brasileiros na briga

Como é a rotina de um dia de grind para você?
Existe a rotina que eu considero real para mim e existe a aplicação (risos), o que a gente acaba de fato fazendo. Hoje em dia, tirando essa época, não grindo mais tanto, jogo de duas a três vezes por semana, então quando jogo é tentar fazer alguma atividade física antes. Confesso que não tenho feito porque tenho treinado bastante em outros dias que não jogo, então tenho me sentido fisicamente bem apto a ficar jogando várias horas. A atividade física em alguns momentos para mim foi bem essencial, hoje em dia não tem sido mais tanto quanto o preparo mental para o grind. Não que sejam coisas separadas, mas meditar um pouco, estudar um pouco antes, responder algumas mãos, para entrar já aquecido e jogando bem desde o começo.

Você percebeu mudanças nos fields online nesse período? Quais?
Logo nas primeiras semanas de quarentena senti muito, hoje em dia eu acho que não, é o que sempre foi. Acho que o field do GGPoker está explodindo, mas eram jogadores que estavam ali em outros sites, não são jogadores novos, não diria que senti alguma mudança. Tem acontecendo muito torneio high stakes, de US$ 5 mil, US$ 10 mil, o que na verdade é bom, porque tira alguns dos melhores ali dos torneios de US$ 100, US$ 200. Ao invés de estarem tirando o nosso EV ali, eles estão jogando os mais caros, então os torneios até US$ 500 ficam bem melhores.

Cada vez mais, jogadores profissionais falam sobre a importância de exercícios, preparo psicológico, enfim, temas além da técnica do jogo em si. Qual sua opinião sobre esses aspectos “off-poker”?
Falei um pouco sobre isso, eu acho que essas coisas são grandes potencializadores. Elas não tem capacitam a jogar poker, mas potencializam você a aplicar o que já sabe. Sendo tratado dessa maneira, é uma coisa maravilhosa.

Qual sua opinião sobre a WSOP ser realizada online neste ano?
Eles não tinham muito o que fazer, acho que foi uma saída encontrada. Fez muito bem pro GGPoker conseguir esse acordo, e é essa a realidade de 2020 né, um ano que entrou para a história como atípico. Todos os mercados e os setores estão se adaptando até que esse momento acabe.

VEJA MAIS: Jogando caro: Yuri Martins dá show nos high rollers do GGPoker

Como você avalia a grade de programação e estruturas da WSOP Online no GGPoker?
Acho que o GGPoker está surfando uma onda boa, com a marca, os torneios regulares deles estão explodindo, e a gente espera que quando passar isso, eles consigam manter os garantidos e tal. A grade da WSOP em si acho que fizeram um negócio legal, sem mais de duas reentradas por torneio, então acho que fizeram um bom trabalho, conseguiram realmente fazer o que podia ser feito com o que tinham em mãos.

O software ainda deixa a desejar, ainda tem bugs, mas a minha visão é que eles estão ali tentando melhorar. Houve um problema no primeiro domingo, cancelamento de torneios, mas depois não aconteceu mais, então eles parecem bem empenhados em fazer acontecer mesmo. O sofware é bem ‘friendly’ né, tirando alguns problemas técnicos, é bem agradável de jogar.

Clique aqui para abrir sua conta no GGPoker e buscar a joia mais cobiçada do poker na WSOP Online.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.