COMPARTILHAR
Phil Ivey - WSOP
Phil Ivey - WSOP

Para quem acompanha o noticiário do mundo do poker há alguns anos, é de conhecimento que a lenda do poker Phil Ivey é réu em um processo movido pelo Borgata Casino. O americano é acusado de utilizar uma técnica chamada “edge sorting”, em que o jogador se aproveita das falhas na impressão nas costas da carta, para ganhar vantagem. Segundo o estabelecimento, o profissional, junto com Cheung Yin Sun, faturaram US$ 10 milhões.

Se o craque acumula vitórias nas mesas, Ivey não pode dizer o mesmo nos tribunais. A lenda perdeu uma série de recursos no processo, mas os advogados vêm conseguindo adiar o pagamento. O jogador só não contava com uma medida judicial que dava poder ao Borgata de confiscar bens do jogador nos estados de New Jersey e Nevada.

VEJA MAIS: Tom Dwan tem decisão difícil em pote de mais de US$ 100 mil; o que você faria?

Na última edição da WSOP, a história ganhou mais um capítulo. A repórter Haley Hintze, do site FlushDraw, noticiou o desdobramento. Ivey avançou para o Dia 3 do PPC na liderança em fichas e já em ITM. Enquanto o americano buscava o 11º bracelete e o prêmio milionário, os advogados do Borgata Casino notificavam a organização e o Diretor Jack Effel. Confira o texto:

Informamos que eu represento a Marina District Development Co. LCC (empresa mãe do Borgata Casino) com relação ao caso entre o Borgata, Philip Ivey e Cheung Yin Sun. Você se lembra que obtivemos uma sentença favorável contra Yvei e Sun no valor de US$ 10,1 milhões como resultado do esquema de classificação de borda no Barcará. Você também está ciente que o Sr. Ivey está jogando o Evento #58 da WSOP (US$ 50.000 Poker Players Championship). Encerrou o dia e o Sr. Ivey é o chip leader do Dia 3 e “in the money”, como um dos 12 jogadores. Hoje, tivemos um mandato de execução do Distrito de Nevada servido pelo Serviço de Delegado de Polícia dos Estados Unidos na Caesars Entertainment/Rio/WSOP, incluindo o seu pagamento para o Evento #58 (e o bracelete da WSOP se ele for o vencedor).

VEJA MAIS: Guilherme Cheveau induz blefe com quadra e dobra na SuperPoker Session

Também temos um mandato de execução emitido no Distrito de  eNova Jersey para a Caesars Interactive Entertainment, Inc. (WSOP.com). Embora o mandato de NJ não tenha sido atendido, ele está em processo pelo Serviço de Delegado de Polícia dos Estados Unidos em Camden. Por favor, assegure-se que o Caesars/Rio/WSOP não façam nenhum pagamento ao Sr. Ivey devido a violação do mandato devidamente notificado. Quando o evento atual terminar, nós ou o Serviço de Delegado de Polícia dos Estados Unidos forneceremos instruções para pagamento. Se você tiver alguma dúvida, não hesite em entrar em contato comigo.

Os advogados do Borgata Casino também enviaram os documentos para à equipe jurídica do Caesars. Quando Ivey foi eliminado na oitava colocação, não pôde receber o prêmio de US$ 124.400.

A reportagem não sabe precisar quando Ivey soube da penhora do prêmio, mas em julho, a empresa que comanda o Rio Casino confirmou que o dinheiro havia sido transferido para o Serviço de Delegado de Polícia dos Estados Unidos. Confira a imagem do cheque:

Cheque do prêmio de Phil Ivey enviado à Marina District Development Co. LCC
Cheque do prêmio de Phil Ivey enviado à Marina District Development Co. LCC

Este capítulo pode ser muito impactante no decorrer da carreira do profissional, principalmente na WSOP. Tendo em vista que seus prêmios futuros serão confiscados, será o fim da presença de uma das maiores lendas do esporte na série mundial?

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.